Candidatos ao GDF participam de debate da TV Globo nesta quinta-feira

Reprodução

Reprodução

Concorrentes passam o dia em preparação; debate começa às 22h.
Pela manhã, Frejat tem reunião de coordenação com equipe de campanha.

Os candidatos ao Governo do Distrito Federal no segundo turno da eleição participam de debate da TV Globo nesta quinta-feira (23). O evento começa depois da novela Império.

O candidato Jofran Frejat (PR) tem reunião de coordenação de campanha pela manhã, e passa o dia em preparação para o debate eleitoral.

Rodrigo Rollemberg (PSB) não tem outros compromissos marcados na agenda, e passa o dia em preparação para o debate eleitoral.

Confira a agenda dos candidatos de segundo turno ao GDF nesta quinta (23):

Rollemberg
Durante o dia – Preparação para o debate da TV Globo
22h – Debate eleitoral na TV Globo

Frejat
9h – Reunião de coordenação
Tarde – Preparação para o debate da TV Globo
22h – Debate eleitoral na TV Globo

Fonte: G1

Em vídeo publicado nas redes sociais, Arruda desmente apoio a Dilma

Arruda foi flagrado em foto publicada ontem, segurando bandeira do PT e com adesivo de Dilma na camiseta. Em resposta, ex-governador explica o caso e afirma que ele e Frejat apoiam o candidato Aécio Neves (PSDB) à Presidência da República, não Dilma Rousseff (PT). Assistam:

Da Redação

Arruda apoiando Dilma em troca de apoio a Frejat?

Foto tirada onde mostra Arruda supostamente fazendo campanha para Dilma, na Ceilândia. Reprodução

Foto tirada onde mostra Arruda supostamente fazendo campanha para Dilma, na Ceilândia. Reprodução

Por Fred Lima

Já disse antes e repito: Arruda pode ser um bom administrador, mas é um caso sério para a psiquiatria moderna estudar. Se o cidadão da foto for Arruda, não uma montagem de photoshop ou algo do tipo, o ex-governador realmente não tem ideologia. E quem não tem ideologia, não luta por nada, apenas pelos seus próprios interesses.

A foto foi tirada na Ceilândia, hoje, pela manhã.

Recordar é viver

Arruda acusou o PT de estar por trás da armação que o tirou do Palácio do Buriti, quando Durval Barbosa, delator do mensalão do DEM, gravou um vídeo onde o ex-governador apareceu recebendo dinheiro um ano antes da eleição de 2006, da qual saiu vitorioso. Antes, Arruda acreditava que Roriz estava por trás do “golpe”, mas foi convencido de que não foi obra do ex-governador, já que sua filha, Jaqueline Roriz, também foi filmada por Durval.

Da Redação

Tarifa Frejat é influência do grupo Roriz

ReproduçãoPor Fred Lima

A tarifa Frejat de R$ 1,00 para o transporte público do DF é popularesca e eleitoreira. Por que só agora o candidato incluiu a proposta em seu programa de governo? Vejo que a influência de tal ideia foi do grupo rorizista, pois não faz parte do estilo Arruda de governar. A promessa lembra o compromisso de aumento de 28% do salário dos professores, feita pelo então candidato Joaquim Roriz na campanha de 1998, com o intuito de obter votos de uma classe que votava em peso no PT-DF.

Da Redação

Datafolha, votos válidos: Rollemberg tem 57%; e Frejat, 43%, no DF

Rollemberg e FrejatInstituto entrevistou 1.217 eleitores em todo o DF no dia 15 de outubro.
Margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

Pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (16) aponta os seguintes percentuais de votos válidos na disputa de segundo turno para o governo do Distrito Federal:

Rodrigo Rollemberg (PSB) – 57%
Jofran Frejat (PR) – 43%

Para calcular esses votos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição.

Votos totais
Se forem incluídos os votos brancos e nulos e dos eleitores que não sabem ou não opinaram, os votos totais da pesquisa estimulada são:

Rodrigo Rollemberg (PSB) – 46%
Jofran Frejat (PR) – 35%
Branco / Nulo – 10%
Não sabe / não respondeu – 9%

Decisão do voto
O Datafolha perguntou ao eleitor se ele votaria com certeza, talvez votasse ou não votaria de jeito nenhum, nos dois candidatos que disputam o segundo turno da eleição no DF.

O resultado foi o seguinte:

Rollemberg:
Votaria com certeza: 41%
Talvez votasse: 26%
Não votaria de jeito nenhum: 29%
Não sabe: 4%

Frejat:
Votaria com certeza: 34%
Talvez votasse: 22%
Não votaria de jeito nenhum: 41%
Não sabe: 4%

Outra pergunta realizada durante o levantamento foi sobre o momento em que o eleitor decidiu o voto no primeiro turno. A pesquisa levou em consideração o candidato escolhido pelo eleitor. Os resultados foram os seguintes:

Total:
Pelo menos um mês antes: 59%
15 dias antes: 17%
Uma semana antes: 10%
Na véspera: 5%
No próprio dia: 9%

Votou em Rollemberg:
Pelo menos um mês antes: 58%
15 dias antes: 18%
Uma semana antes: 13%
Na véspera: 5%
No próprio dia: 7%

Votou em Frejat:
Pelo menos um mês antes: 55%
15 dias antes: 22%
Uma semana antes: 11%
Na véspera: 5%
No próprio dia: 7%

Votou em Agnelo:
Pelo menos um mês antes: 77%
15 dias antes: 6%
Uma semana antes: 6%
Na véspera: 6%
No próprio dia: 5%

Avaliação de governo
O levantamento também perguntou como o eleitor avalia o governo de Agnelo Queiroz (PT). Para 17%, a gestão é ótima ou boa; 31% acham a administração regular; 51%, a avaliam como ruim ou péssima; 1% não soube responder. Em uma escala de 0 a 10, os entrevistados deram, em média, nota 4 ao governo.

Dados da pesquisa
Realizada no 15 de outubro, O Datafolha entrevistou 1.217 eleitores em todo o Distrito Federal. A margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou para menos.

O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levada em conta a margem de erro de três pontos para mais ou para menos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%.

A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sob o protocolo número DF-00083/2014 e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo número BR-001098/2014.

Fonte: G1